Dengue em SC: Secretaria de Saúde lança manual com diretrizes para os serviços de saúde

Desde o início do ano até agora, já foram notificados mais de 100 mil casos suspeitos de dengue. Desse total, 59.323 foram confirmados. A maioria dos casos (55.035) foram autóctones, ou seja, foram casos contraídos dentro do estado.

O ano de 2022 é também o que possui o maior registro de mortes pela doença. Já são 61 óbitos confirmados e outros 20 permanecem em investigação.

O estado já tem 64 municípios em situação de epidemia para dengue, ou seja, a taxa de incidência da doença nesses locais ultrapassa 300 casos por cem mil habitantes.

Mais detalhes sobre o cenário da dengue em Santa Catarina, podem ser conferidos no informe epidemiológico divulgado nessa sexta-feira, 10, pela Dive/SC.


Estruturação e qualificação dos serviços de saúde
Também foi divulgado nessa semana o manual “Diretrizes para a organização dos serviços de atenção à saúde em situação de aumento de casos ou de epidemia de dengue no Estado de Santa Catarina” para os gestores e equipes municipais, com o objetivo de estruturar a rede para atendimento oportuno e adequado dos casos suspeitos e confirmados de dengue.

“Com o documento, elaborado com orientações especificas sobre o atendimento no estado, a finalidade é tornar nossa rede de atendimento ainda mais estruturada e preparada frente aos casos que ainda aparecem diariamente nos postos de saúde, UPAs e hospitais pelo estado. Reforçamos mais uma vez que ao apresentar sinais e sintomas como dor no corpo, de cabeça, no fundo dos olhos, febre e manchas vermelhas pelo corpo, a pessoa procure um serviço de saúde para que a assistência seja realizada de forma correta e oportuna” destaca João Augusto Brancher Fuck, diretor DIVE/SC.

Acesse aqui o manual “Diretrizes para a organização dos serviços de atenção à saúde em situação de aumento de casos ou de epidemia de dengue no Estado de Santa Catarina”.

Decreto de emergência e aporte de recursos
No começo desse mês, o governo decretou situação de emergência diante do aumento das doenças respiratórias e da situação da dengue no estado, com o objetivo de fortalecer as estratégias de enfrentamento dessas doenças no estado.

Com o Decreto, a Secretaria de Estado da Saúde publicou a portaria 527, repassando aos 295 municípios catarinenses recursos financeiros para o enfrentamento da dengue, com a ampliação das ações de vigilância, prevenção e atenção à saúde, assim como para intensificar as ações de controle do mosquito Aedes aegypti.

“Os municípios vão ser contemplados com valores diferenciados, especialmente aqueles municípios que estão em situação epidêmica. A verba vai ser destinada para vigilância e controle vetorial, melhorias na assistência ao paciente e vigilância de casos. É mais uma ação para qualificar os serviços e torna-los preparados para próxima temporada ou outra alta de casos”, finaliza o diretor.

Clique aqui e saiba como prevenir a dengue

Informações adicionais para a imprensa:
Amanda Mariano / Bruna Matos / Patrícia Pozzo
NUCOM - Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
www.dive.sc.gov.br
Instagram: @divesantacatarina
Facebook: /divesantacatarina

© 2022 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper