DIVE/SC orienta ações para o Dia Estadual de Mobilização contra o Aedes aegypti

No próximo dia 20, sábado, acontece o Dia Estadual de Mobilização contra o Aedes aegypti. O objetivo da data é estimular a população a eliminar locais que possam acumular água e servir de criadouros para o mosquito.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC (DIVE/SC) orienta que cada município organize ações para mobilizar a população a vistoriar sua casa, quintal e ambiente de trabalho. “Todos os anos o estado se prepara para essa data, que marca o início do período de maior risco de transmissão das doenças transmitidas pelo vetor: dengue, zika vírus e chikungunya”, alerta Ivânia Folster, gerente de zoonoses da DIVE.

A eliminação de locais com água parada é a melhor estratégia de prevenção contra o mosquito Aedes aegypti e consequentemente para reduzir o risco de transmissão das doenças. “É importante que a data sirva de alerta para a população ficar atenta, visto que as ações precisam ser realizadas de forma rotineira ao longo de todo ano”, reforça João Augusto Brancher Fuck, diretor da DIVE/SC.

LIRAa
Durante no mês de novembro, os municípios infestados estão realizando o Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa). Essa atividade é importante para conhecer os níveis de infestação de cada localidade, assim como os principais recipientes que contém água e podem servir como locais para reprodução do mosquito. Os resultados da atividade são importantes para o planejamento e o direcionamento das ações na temporada de 2021/2022.

Aedes aegypti em SC
De acordo com o último boletim epidemiológico, foram identificados 52.208 focos do mosquito Aedes aegypti em 221 municípios, sendo que 118 desses são considerados infestados.

O estado registrou até o início de novembro, 18.948 casos confirmados de dengue, a maioria autóctone – com transmissão dentro do estado (18.624), em 56 municípios, sendo quatro em nível de epidemia. Foram confirmados sete óbitos em decorrência da doença.

Além dos casos de dengue, também em 2021, foram confirmado 27 casos de febre de chikungunya, sendo que 12 foram contraídos dentro Estado.

Mais informações no último boletim epidemiológico divulgado pela DIVE/SC.

 

Informações adicionais para a imprensa:
Amanda Mariano / Bruna Matos / Patrícia Pozzo
NUCOM - Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
www.dive.sc.gov.br
www.instagram.com/divesantacatarina
www.facebook.com/divesantacatarina



Topo