Manual de diagnóstico diferencial das doenças exantemáticas febris

Em continuidade às estratégias adotadas pela Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina para consolidar a eliminação do sarampo e o controle da rubéola, a Diretoria de Vigilância

Epidemiológica reedita este guia com o acréscimo de algumas informações. Tais informes pretendem colaborar para que os profissionais de saúde tenham subsídios quanto ao diagnóstico diferencial das doenças exantemáticas febris, cuja prevalência é alta e com manifestações clínicas idênticas entre as diferentes etiologias.

Veja aqui o manual

Visualizar em PDF

 


Topo