Fórum promove o debate sobre o panorama, a prevenção e o tratamento das hepatites virais em Santa Catarina

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina e a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina realizam, no dia 23 de maio, o Fórum Catarinense sobre Hepatites Virais. Dirigido a profissionais da saúde, o evento acontecerá das 13h às 17h, no auditório Dep. Antonieta de Barros da ALESC, em Florianópolis. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site www.dive.sc.gov.br/hepatites.

O fórum reunirá autoridades federais e estaduais em saúde para debater os temas Políticas e perfil das Hepatites Virais no Brasil e em Santa Catarina; Tratamento das Hepatites B e C; e Visão Médica, experiências exitosas. “Novas tecnologias de diagnóstico, como o teste rápido para as hepatites B e C, já estão incorporados ao SUS; a vacina contra a hepatite B também está disponível na rede pública e novos tratamentos são oferecidos, o que garante melhor qualidade de vida ao portador da doença. Nosso interesse é a capacitação e a atualização dos profissionais de saúde em relação ao tratamento, ao diagnóstico e à prevenção das hepatites”, enfatiza Eduardo Macário, diretor da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (Dive/SC). Segundo ele, registram-se em torno de 500 mortes ao ano por doenças relacionadas às hepatites em Santa Catarina, como cirrose e câncer de fígado.

A iniciativa de realização do Fórum partiu da reunião realizada entre a gerência de DST/Aids e Hepatites Virais da Dive/SC e o deputado estadual Neodi Saretta, presidente da Comissão de Saúde da Alesc, autor do projeto de lei que originou a Lei Nº 15.615, que instituiu a Semana Estadual de Combate às Hepatites em Santa Catarina, a ser celebrada na terceira semana do mês de maio. "O objetivo do encontro é sensibilizar as pessoas sobre a importância do controle da doença. Hoje sabemos que a hepatite tem o curso assintomático e, quando surgem os sintomas, o organismo já está bastante comprometido. As pessoas precisam de mais informações e, quanto mais cedo for o diagnóstico, mais chances terá de cura", afirma o deputado.

Confira a programação:

•13:00 – Abertura do Fórum Catarinense sobre Hepatites Virais

Presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina – Dep. Silvio Dreveck

Presidente da Comissão de Saúde da Alesc – Dep. Neodi Saretta

Secretário de Estado de Saúde de Santa Catarina – Dr. Vicente Caropreso

Secretário-adjunto de Estado da Saúde – Dr. Murillo Capella

Superintendente de Vigilância em Saúde – Dr. Fábio Gaudenzi

•13:30 – Mesa-redonda: Políticas e perfil das Hepatites Virais no Brasil e em Santa Catarina

Gerente de Vigilância das DST/Aids e Hepatites Virais da Dive/SC – Enfermeira Dulce Quevedo

Representante do Departamento das IST/HIV/AIDS e das Hepatites Virais do Ministério da Saúde Dra. Elisa Cattapan

Mediador: Epidemiologista Eduardo Macário - Diretor da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde

•14:30 – Mesa-redonda: Diagnóstico e Tratamento das Hepatites B e C

Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde – a confirmar

Diretoria de Assistência Farmacêutica de Santa Catarina – Maria Teresa Agostini - Diretora

Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina - Cristine Ferreira - Gerente Técnica de Biologia Médica

Mediador: Pablo Sebastian Velho – DIAF - Diretoria de Assistência Farmacêutica de Santa Catarina

•15:30 – Mesa-redonda: Visão Médica, experiências exitosas

Representante da Sociedade Catarinense de Infectologia – médico infectologista Luiz Gustavo Escada Ferreira

Representante da Sociedade Catarinense de Gastroenterologia – Dra. Janaína Luz Narciso Schiavon, MD, PhD

Mediador: Médico infectologista Fábio Gaudenzi - Superintendente de Vigilância em Saúde

•17:00 – Encerramento

Entrega dos certificados de participação


Topo