Boletim Epidemiológico nº 07/2020 Covid-19 (SARS-COV-2) - Dados atualizados em: 29/06/2020

Visualizar em PDF

O estado de Santa Catarina registrou 25.056 casos de COVID-19, desde a confirmação do primeiro caso em 28 de fevereiro de 2020, considerando-se as diferentes definições de caso empregadas no período. Destaca-se que estes casos registrados incluem pessoas que são residentes em outros estados e foram diagnosticados e notificados em Santa Catarina. A taxa de incidência passou de 250 casos/100 mil habitantes para 350 casos/100 mil habitantes no intervalo da semana de 22 de junho à 29 de junho de 2020. Os óbitos contabilizados entre os residentes no estado somam 324 casos com uma taxa de mortalidade que subiu de 3,56 casos/100 mil habitantes para 4,5 casos/100 mil habitantes e letalidade de 1,3% com pequena queda em relação a última semana.

Até o começo da Semana Epidemiológica (SE) 27 de 2020, no dia 29 de junho, foram confirmados 25.056 casos de COVID-19 no Estado de Santa Catarina. No decorrer da SE 25 (14 a 20/06) foram confirmados um total de 4.845 casos, período que ocorreu o maior número de casos desde o começo da pandemia no estado, e encerrou com um aumento de 40% em relação à semana epidemiológica anterior (n=3.459; SE 24). Os dados da 26ª e 27ª semana podem sofrer alterações, portanto, não refletem neste momento uma redução no número de casos, visto que somente nas semanas subsequentes será possível identificar os casos infectados (início dos sintomas).

Os grupos mais acometidos pela infecção da COVID-19 permanecem na faixa etária de 30 a 39 anos (26,6%), seguido pelos indivíduos com idades entre de 20 a 29 anos (21,3%) que passaram a ser mais acometidos que a faixa etária de 40 a 49 anos, em relação a última semana. Nota-se que, nestas mesmas faixas etárias o percentual de óbitos é de 5,6% e 0,3% respectivamente. Ao analisar os grupos que compõem as faixas etárias mais avançadas observa-se que o percentual de infectados é mais baixo, no entanto o percentual de óbitos e a taxa de letalidade são elevados. Por exemplo, na faixa etária entre 80 e 89 anos os infectados representam 1,2% do total de casos de COVID-19, porém o percentual de óbitos é de 21,3%, e a taxa de letalidade de 23,6%. De forma similar ocorre nas faixas de idade de 70 a 79 anos e em indivíduos com mais de 90 anos (gráfico 5). Em relação ao sexo dentre as pessoas infectadas, as mulheres apresentam um percentual maior que os homens, representando 51% do total de casos registrados.


Acesse o boletim completo aqui. 

 


Topo