Tire suas dúvidas sobre dose única da vacina para febre amarela

A estratégia do Ministério da Saúde para a prevenção da febre amarela no país mudou. Seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), o esquema vacinal passa a ser de uma única dose. A medida é segura e garante proteção durante toda a vida.

Por causa da mudança no número de doses necessárias para a imunização, algumas dúvidas podem surgir entre a população, mas é importante buscar a fonte oficial para entender o que permanece e o que muda nesse momento. A vacina contra febre amarela é altamente eficaz e segura para o uso. Confira algumas respostas para a mudança no o esquema vacinal da febre amarela que passa a valer em todo o território nacional:


Qual é a principal mudança no número de vacinas que as pessoas devem tomar para prevenir a febre amarela?

A população não precisará mais tomar duas doses da vacina de febre amarela para ficar imunizada para toda a vida contra a doença. Uma única dose da vacina será suficiente para isso.


Se já tomei uma dose da vacina anterior à mudança, preciso tomar outra dose agora?

Não. O que muda é que antes a população era orientada tomar um reforço da vacina. Agora, o Ministério da Saúde recomenda apenas uma dose ao longo da vida.


Tomei a primeira dose que estava no esquema anterior, estou imunizado ou preciso completar o esquema vacinal anterior que era de duas doses?

O que foi retirado do esquema vacinal anterior é justamente a segunda dose, considerada como reforço para a imunização. Se você tomou apenas uma dose da vacina, passará a estar com o esquema completo e não precisa mais tomar essa segunda dose.


A vacina mudou? Como saber se estou tomando é a nova dose ou a que estava no esquema anterior?

A vacina não mudou. É importante entender que a vacina do esquema anterior é exatamente a mesma que está disponível agora. Apenas mudou o número de doses necessárias para garantir a imunização contra a febre amarela. O Ministério da Saúde adotou a recomendação da OMS que indica que apenas uma dose da vacina é necessária para prevenir contra a febre amarela.


Nova recomendação é temporária?

A partir de agora, o Ministério da Saúde adota a recomendação da Organização Mundial da Saúde de uma dose para a febre amarela e esse será o esquema vacinal do país. Quem já tomou uma dose, em qualquer época da vida, está imunizado.


Além da mudança na dose, mudou também o público-alvo da vacina? Quem deve se vacinar contra a febre amarela?

Sim, todas as crianças de 9 meses de idade, nascidas a partir de janeiro de 2017, devem receber uma dose de vacina contra a febre amarela, independente do local onde moram. Além disso, devem se vacinar contra a febre amarela pessoas que moram nas áreas de recomendação da vacina ou que viajam para essas localidades e que não tomaram nenhuma dose da vacina. Quem já tomou uma ou mais doses não precisa ser vacinado.


Quais são as áreas de recomendação para a vacinação contra a febre amarela?

A vacinação de rotina para febre amarela é ofertada em 19 estados ( Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina) com recomendação para imunização.

Na Bahia, Piauí, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a vacinação não ocorre em todos os municípios. Além das áreas com recomendação, neste momento, também está sendo vacinada de forma escalonada a população do Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Todas as pessoas que vivem nos locais chamados de área de recomendação devem tomar uma dose da vacina ao longo da vida.


Qual a orientação para turistas estrangeiros que visitam as áreas de recomendação de vacina no Brasil com as mudanças?

Tanto para turista quanto para a população, o novo esquema é o mesmo. É necessária apenas uma dose da vacina contra a febre amarela para a imunização.


Fonte: Ministério da Saúde